Terça-feira, 19 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias Polícia

Marido de mulher morta no Sucuri mentiu para polícia; disparo partiu de arma de amigo da vítima

06/10/2021 - 20:52 | Atualizada em 07/10/2021 - 16:48

DA ASSESSORIA

Marido de mulher morta no Sucuri mentiu para polícia; disparo partiu de arma de amigo da vítima

Foto: Reprodução/MidiaNews

A Delegacia de Homicídios e Proteção à Pessoa de Cuiabá esclareceu nesta quarta-feira (06) a morte de Janaína Silva Barrozo, 27 anos, ocorrida no último domingo, em Cuiabá, e identificou a pessoa responsável pelo disparo que atingiu a vítima. 

Janaína saía de uma festa no Distrito do Sucuri, na Capital, na madrugada de sábado para domingo, quando foi atingida com um disparo no tórax. Ela foi socorrida pelo marido e um casal de amigos ao Hospital Municipal de Cuiabá, onde foi a óbito logo depois. 

ENTRE EM NOSSO GRUPO NO TELEGRAM. CLIQUE AQUI.
ENTRE EM NOSSO GRUPO NO WHATSAPP. CLIQUE AQUI.


A equipe da DHPP foi acionada pela unidade de saúde para a liberação do corpo e no hospital foi informada que a vítima estava na festa, quando então teria sido alvejada por uma suposta bala perdida. 

O delegado Mário Santiago Jr. instaurou inquérito para apurar o crime e a equipe investigativa realizou diversas diligências que apontaram as circunstâncias reais em que ocorreu a morte da comerciante. 

Os policiais da DHPP apuraram que Janaína foi atingida por um disparo acidental. Ela e o marido estavam em um veículo, quando um ocupante do carro manuseou uma arma que disparou e atingiu Janaína. Imediatamente, um casal de amigos e o marido dela a socorreram diretamente ao hospital municipal e não acionaram a polícia e nem socorro médico de emergência. 

O marido de Janaína relatou no hospital e, posteriormente, à DHPP, uma versão diferente dos fatos. Ele deverá responder por falso testemunho já que havia informado que a esposa tinha sido atingida por uma bala perdida durante a festa que era realizada no Distrito de Sucuri. 

Já o autor do disparo foi identificado e depois de intimado pela Polícia Civil, apresentou a arma usada no crime, assim como o veículo, que foram apreendidos pela DHPP e serão periciados. 

Nesta quarta-feira, no período da tarde, o homem que fez o disparo que atingiu Janaína se apresentou ao delegado Mário Santiago, acompanhado de um advogado, e ainda será ouvido em depoimento.
 
Sitevip Internet
Fale conosco via WhatsApp