Terça-feira, 19 de outubro de 2021
informe o texto

Notícias Brasil

Em nota, associação diz que não apoia movimento de caminhoneiros pró-Bolsonaro

Em nota, associação diz que não apoia movimento de caminhoneiros pró-Bolsonaro

Foto: Luiza La Rocca - RBS TV

A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística – NTC&Logística publicou Nota de Repúdio nesta quarta-feira (8) contra as paralisações organizadas por caminhoneiros autônomos com bloqueio do tráfego em diversas rodovias do País.

O movimento dos caminhoneiros é em defesa do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), e dissociado até mesmo das bandeiras e reivindicações da própria categoria. 

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal, seis trechos de rodovias seguem pontos de bloqueios em Mato Grosso.

Veja a lista abaixo:

BR 158 - Confresa
Passando veículos de passeio.

BR 163 Km 821 - Alto da Glória – Sinop
Manifestação COM bloqueio de pista.

BR 070 KM 272 - Primavera do Leste
Passando veículos de passeio e cargas perecíveis.

BR 070 KM 376 e 383 - Campo Verde
Passando veículos de passeio e cargas perecíveis.

BR 163 KM 593 e 601 - Nova Mutum
Bloqueios de carretas com cargas não perecíveis saída para o posto Gil e saída para Lucas do Rio Verde

Km 1035, próximo ao posto Trevão Matupá
Manifestação com bloqueio total da via.

A Associação diz que o movimento não tem o apoio da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos.

Veja a íntegra da nota:

A Associação Nacional do Transporte de Cargas e Logística – NTC&Logística, vem manifestar total repúdio às paralisações organizadas por caminhoneiros autônomos com bloqueio do tráfego em diversas rodovias do País, por influência de supostos líderes da categoria. Trata-se de movimento de natureza política e dissociado até mesmo das bandeiras e reivindicações da própria categoria, tanto que não tem o apoio da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos.

Preocupa a NTC o bloqueio nas rodovias o que poderá causar sérios transtornos à atividade de transporte realizada pelas empresas, com graves consequências para o abastecimento de estabelecimentos de produção e comércio, atingindo diretamente o consumidor final, de produtos de todas as naturezas inclusive os de primeira necessidade da população como alimentos, medicamentos, combustíveis etc.

Esperamos que as autoridades do Governo Federal e dos Governos Estaduais adotem as providências indispensáveis para assegurar às empresas de transporte rodoviário de cargas o pleno exercício do seu direito de ir e vir e de livre circulação nas rodovias em todo o território nacional, como pressuposto indeclinável para o cumprimento da atividade essencial de transporte.

As empresas de transporte rodoviário de cargas, desde que garantido o livre trânsito dos seus veículos, terão condições de assegurar a continuidade do normal abastecimento em toda a cadeia de produção e consumo para a tranquilidade de todos.

A NTC deixa claro que não apoia esse movimento, repudiando-o, orientando as empresas de transporte a seguirem em sua atividade e orientando os seus motoristas para em caso de bloqueio ao trânsito dos seus veículos acionarem imediatamente a autoridade policial solicitando sua liberação. 

São Paulo, 8 de setembro de 2021.

FRANCISCO PELUCIO

Presidente da NTC&Logística



 
Sitevip Internet
Fale conosco via WhatsApp